Viajar para o exterior sem inglês, é possível ?!!

postado em: PLANEJAMENTO DE VIAGEM | 0
COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Quem aí já deixou de viajar para o exterior pela barreira de não saber falar inglês ?? Será que é tão necessário assim saber inglês ou a língua local para poder explorar o mundo ??

NÃO, definitivamente não!!!  Lógico que pelo menos saber arranhar no inglês já é de grande ajuda mas isso jamais deveria ser um fator para você deixar de viajar para o exterior. Se esse é o seu caso, se a língua é uma barreira e você não se sente seguro, vem descobrir essas 6 dicas para viajar para o exterior sem inglês e sem medo!!!

Ah, antes de dar as dicas, preciso dizer que tem duas coisas essenciais que você precisa para poder se virar em qualquer circunstância … cara de pau e rir de si mesmo!!!

Cara de pau é essencial para qualquer viajante, até aqueles fluentes na língua inglesa ou local, pois em algum momento você irá precisar da ajuda de alguém na rua, uma informação, ou até mesmo no hotel … não sabe falar?! Vai de mímica, essa é a verdadeira língua universal e com boa vontade todo mundo consegue se comunicar assim na hora do aperto.

Saber rir de si mesmo vai deixar aquela vergonha de não saber falar outra língua em segundo plano e os perrengues ou situações embaraçosas do momento se tornarão  histórias engraçadas que farão parte da viagem… faz parte, todo mundo passa por essas situações, a ideia é só levar no bom humor hahahaha.

Viajar para o exterior sem inglês ?! Dicas para você perder o medo e explorar o mundo !!

1. Estude seu destino

Isso deveria ser dica para qualquer viajante mas sei que muita gente apenas escolhe o destino, compra as passagens e vai com o roteiro aberto, sem muito planejamento… ok, mas quando você não sabe falar inglês essa falta de planejamento e principalmente de conhecer muito bem o destino que você está indo pode sim te dar uma dor de cabeça.

Imagina você em Londres, por exemplo, decidindo os passeios que irá fazer na hora e sem saber quase nada sobre a cidade… no mínimo algum contratempo você terá, isso pra não dizer que passará por alguns perrengues mesmo hahahaha.

Então, com antecedência, estude sobre o destino que está indo, o que é importante saber sobre a cidade; a localização do seu hotel e o que tem próximo a ele, inclusive, se for usar transporte público reserve um hotel que tenha fácil acesso a esses transportes; faça um roteiro day by day, mesmo que básico, só para servir de orientação e você já poder estudar as rotas dos transportes públicos.

Por falar em transporte público, a maioria das cidades grandes tem app que podem ser baixados no celular com informações e rotas para você traçar e se localizar mesmo antes de chegar na cidade. Nós utilizamos muito o app CityMapper, que é um mapa online com informações completas de metrô, trem, ônibus e até bike em diversas cidades pelo mundo, vale a pena baixar.

2. Chip de internet

Outra dica que é essencial para qualquer viajante mas principalmente para quem não fala outra língua… não viaje sem um chip de internet local!!!! Melhor dizendo, sequer saia do Brasil sem um chip de internet no exterior pois assim você já chegará no destino com internet funcionando, além de otimizar seu tempo irá facilitar sua vida também.

Mesmo que você não seja uma pessoa ligada em redes sociais e que não poste stories e fotos durante toda a viagem, jamais conte com a sorte de usar apenas o wifi do hotel e dos lugares públicos… definitivamente essa é uma economia que não combina com quem pretende viajar sem falar inglês.

Certamente em algum momento da viagem ( para não dizer em muitos momentos) você irá recorrer ao google maps, a pesquisa de alguma informação da cidade ou do roteiro e também ao google tradutor… não é exatamente um tradutor perfeito mas é um super salva vidas e todo mundo se entende com ele, não tenha vergonha de usa-lo, nunca!!!

Aliás, internet durante viagem é um verdadeiro salva vidas, desde a procura de um simples restaurante próximo até resolver problemas maiores.

Precisa de dica de chip de internet para usar no exterior ? A gente SEMPRE viaja com o chip da MySimTravel ou da Easysim4u… super indicamos os dois e já saímos do Brasil com ele e chegamos no destino com internet funcionando.

3. Roteiro Flexível

Para quem gosta de viajar com um roteiro super completinho e sem tempo de respirar, sugiro ser mais flexível se você não sabe falar inglês ou a língua local… simplesmente porque imprevistos acontecem, sempre, com qualquer viajante, que dirá com quem precisa de mais tempo para achar e se entender nos lugares.

Viaje com tempo de fazer as coisas tranquilamente, nem que para isso você tire algum programa do roteiro ou ao menos deixe ele em stand by, se der tempo ótimo, senão, pelo menos você não ficará frustrado de não ter conseguido faze-lo.

Liste os passeios principais que você deseja fazer naquele dia e foque neles, estude a rota, os restaurantes próximos, as lojinhas que quer visitar, a praia próxima que quer conhecer mas programe isso e os demais passeios do dia com tempo sobrando, afinal se atrasar em outra atração, se perder mais de uma vez, pegar o transporte público errado ou saltar na estação errada é normal, faz parte da viagem de qualquer pessoa.

4. Saiba rir de si mesmo

Já falei isso logo no início do post mas vou repetir … saiba rir de si mesmo!!! Passou por alguma situação difícil, embaraçosa, algum perrengue, beleza, agora respire, vire a página e colecione histórias engraçadas durante a viagem… ninguém sai ileso dessas histórias, pode apostar hahahaha.

Mesmo me virando no inglês, eu já passei por algumas situações engraçadas e outras nem tanto por não saber falar a língua local e no final se tornaram histórias para contar e me divertir.

Já cheguei em um restaurante na Croácia, antes do boom de turismo por lá, onde só tinha cardápio em croata!!!!!! As coisas principais, tipo carne, frutos do mar, massas até estavam em inglês mas como saber o que eu iria pedir para comer????? hahahahaha Depois de muita mímica, google tradutor, imagens de ingredientes no google e uma boa dose de risadas do garçom com a gente, deu tudo certo e acho que sei o que comi… espero! hahahahah. Já em um restaurante super tradicional em Barcelona não tive a mesma sorte, entendi o garçom explicar uma coisa mas era outra total diferente, achei que fosse uma carne grelhada quando na verdade era um ensopado de carne e eu odeeeeeeio ensopado hahahahaha. Na Grécia foi pior ainda, aluguei um carro em locadora pequena, que ninguém falava inglês, apesar do contrato de locação ser em inglês (??), tive um acidente, dei perda total no carro, por uma falha no freio de mão, que eu já havia constatado e ia na manhã seguinte para trocar o carro… não deu tempo, foi uma baita confusão porque eu queria explicar que o carro estava com defeito mas ninguém me entendia… essa história, eu conto hoje em dia em detalhes pros amigos e todo mundo morre de rir, inclusive eu mas na hora foi beeeeeem tenso não conseguir me expressar e me fazer entender.

5. Contrate um guia local

Se mesmo com essas dicas você ainda não se sente seguro em viajar sem saber falar inglês, chegue na cidade e contrate um guia local que fale português!!!

É muito mas muito comum a gente achar guias brasileiros espalhados em tudo quanto é cidade pelo mundo, principalmente as grandes cidades, cidades turísticas… por isso, contrate um guia para te mostrar a cidade, os pontos turísticos, contar um pouco sobre a história do lugar… e de quebra ainda ganhar várias dicas que só os locais conhecem.

As redes sociais são excelentes lugares para gente conhecer gente (afinal, essa conexão é o verdadeiro sentido das redes sociais, né) e com isso você pode acabar conhecendo brasileiros que nem sejam guias mas que são residentes no destino que você está indo visitar e se animem em fazer novos amigos e te de dicas de passeios bacanas e até se prontifique a passear com você pela cidade.

6. Comece viajando para países que não fala a língua inglesa

Para você começar acostumar e sentir que viajar sem saber falar outra língua não é um bicho de sete cabeças, comece viajando para destinos onde você possa hablar o nosso bom e velho portunhol!!! Ok, eu sei que você também não fala espanhol ( eu também não falo!!!) mas qualquer pessoa é capaz de se comunicar com aquele portunhol que a gente aprende nas novelas, acredite hahahaha.

Comece viajando pela América do Sul, como Argentina, Uruguai, Chile; ou então vá curtir as praias no Caribe, como Cancun, Cozumel, San Andres, Punta Cana, Aruba… são alguns exemplos de lugares incríveis e que você não precisa saber falar inglês.

Se quiser ousar mais um pouco até rola conhecer os Eua sem falar nada de inglês, acredite!!!! A Flórida é um dos lugares no mundo com mais concentração de brasileiros, depois do Brasil … a cada dois passos, você tropeça em um brasileiro… certamente é um destino que você não passará sufoco sem ajuda de alguém que também fale a sua língua !!

Eu super entendo que essa barreira da língua é limitante para MUITA gente mas com planejamento, cara de pau e bom humor você pode colocar a mochila nas costas e conhecer qualquer lugar do mundo… só vá!!!! E depois volte aqui e me conte a experiência.

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Seguir Erica Camargo:

Apaixonada por explorar novos lugares e compartilhar suas experiências... as boas e os perrengues também, rs!! Adora conhecer bons restaurantes, descobrir lojinhas locais, é super ligada em tendências e hotspots e não dispensa uma boa balada!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *