Turismo sustentável em Buenos Aires

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Você sabia que pode conhecer a capital portenha de uma maneira mais responsável e escolher experiências que ajudam a cuidar do planeta ?

De acordo com a Organização Mundial de Turismo, Turismo Sustentável é “aquilo que leva plenamente em consideração as repercussões econômicas, sociais e ambientais atuais e futuras para atender às necessidades dos visitantes, da indústria, do meio ambiente e das comunidades anfitriãs”. A partir de um plano abrangente, a cidade de Buenos Aires está posicionada como um destino sustentável no mundo.

Roteiro de turismo sustentável em Buenos Aires

São muitos os motivos que hoje levam um turista a conhecer, desfrutar e viver Buenos Aires de uma maneira eco-friendly: a capital argentina conta com uma ampla gama de espaços públicos e áreas verdes, entre os quais se destacam seus parques e praças; possui uma grande diversidade de flora e fauna, especialmente em sua imponente reserva ecológica; e agrega cada vez mais hotéis e leitos que são responsáveis com o meio ambiente, com a gastronomia saudável e com a mobilidade sustentável.

Este olhar sustentável está no centro da proposta da cidade e, por isso, a Entidade de Turismo de Buenos Aires criou o Decálogo do Turista Responsável, que inclui, por exemplo, respeitar o meio ambiente, utilizar os recursos naturais com moderação e hospedar-se em acomodações sustentáveis. Você pode acessá-lo clicando aqui. Veja um resumo das nossas dicas:

ONDE FICAR?

“É o lugar onde você gostaria de morar”. É esse o espírito do Home Hotel Buenos Aires, um charmoso hotel boutique localizado em Palermo Hollywood e criado por Patricia O’Shea e seu marido Tom Rixton há mais de uma década. A decoração do Home é um dos temperos que o tornam único, não tendo um só quarto igual ao outro. O acolhedor restaurante e bar do Home, localizado em um oásis verde cercado por plantas e na beira da piscina, não é apenas para hóspedes. O café da manhã não é o buffet típico geralmente oferecido em hotéis é inclui um serviço personalizado caso alguém seja vegano, vegetariano ou celíaco.

Estes hotéis são certificados com a eco-etiqueta Ouro de “Hotéis ecológicos” porque usam um sistema de gestão e melhoria contínua que busca a conservação e melhoria dos patrimônios cultural e natural da cidade; realizam ações de responsabilidade social; cumprem com requisitos legais e de segurança do hotel; e comunicam todas as suas ações aos funcionários, hóspedes e comunidade local, permitindo uma melhoria na imagem da marca, tornando-a mais competitiva e obtendo melhorias nos custos operacionais.

ONDE COMER?

  • Bio Solo Orgánico

O Bio é o primeiro restaurante orgânico certificado da Argentina. Desde 2002 eles têm um compromisso orientado para o cuidado do planeta e alimentação saudável e integral. Eles propõem oferecer, a partir do restaurante, uma experiência de sabor e responsabilidade. Vegetarianos por opção também encontram no menu pratos veganos, crudiveganos, macrobióticos e sem trigo.

  • Camping

O Camping é um lugar para se reunir para comer e beber, ouvir música e reviver o espírito de acampamento. Localizado no terraço do Buenos Aires Design, no bairro da Recoleta, possui um menu pequeno e varia um pouco todos os dias, dependendo do clima e da estação, sempre encontrando pratos ricos a preços acessíveis. O Camping é certificado internacionalmente como uma B-Corp (“Empresa B”) por buscar um triplo impacto: econômico, social e ambiental.

  • Palo Santo – Namida

O hotel Palo Santo possui um restaurante chamado Namida que fica no térreo, com lindas vistas para o jardim. Com cozinha moderna e decididamente contemporânea, o Namida propõe a comida Nikkei mais atual. Variedade de sabores, distinção de texturas, combinação de gosto, exuberância de produtos e elegância na apresentação. Tudo isso faz parte da proposta japonesa com receitas baseadas em peixes típicos do Pacífico.

  • Mercados gastronômicos

Buenos Aires possui um grande número de mercados e feiras de alimentos orgânicos e saudáveis espalhados por toda a cidade. Esses espaços oferecem passeios de primeiro nível e agradáveis experiências gastronômicas, como as feiras de Mataderos, Caminito, Dorrego, Plaza Francia, Julio Cortázar, Pátio dos Lecheros, Chinatown, Rivadavia Park, Estação Federal e os mercados de San Telmo, Progreso, de Pulgas e de Belgrano. 

  • Buenos Aires Verde

Pelas mãos do chef Mauro Massimino, o Buenos Aires Verde oferece uma proposta para desfrutar de pratos veganos e crus incríveis. Um lugar único onde cada um é convidado a descobrir o conceito de “comida inteligente” em um menu livre de agrotóxicos e com alimentos 100% orgânicos. Tem uma filial em Palermo e outra em Belgrano.

Leia também: Guia de Buenos Aires

O QUE FAZER?

  • Reserva Ecológica

Trata-se de uma das reservas urbanas mais importantes da América Latina. Em seus 350 hectares, você pode ver três das 18 ecorregiões que a Argentina possui: o Delta e as ilhas do rio Paraná, os Pampas e o Espinal. Bosques, campos, lagoas e lagos fazem parte deste espaço único, declarado em 2005 como sítio Ramsar (local de importância ecológica internacional) por sua importância global como um pântano e como “Área de Importância para a Conservação de Aves” pela  BirdLife International. Visitantes de todo o mundo vêm à Reserva conhecer uma área protegida que se destaca por sua extensão, mas principalmente pela presença de fauna e flora nativas que não são encontradas em outras regiões do mundo.

  • Turistar de maneira sustentável

Buenos Aires oferece maneiras de “turistar” de maneira mais ecológica, pelas ruas, passagens e avenidas de forma segura, rápida e organizada e com o menor impacto ambiental. A capital argentina possui 250 quilômetros de ciclovias e existem 400 estações Ecobici distribuídas por toda sua extensão. O Metrobus é uma boa opção: existem mais de 100 quilômetros desse meio de transporte na região metropolitana. A área do Microcentro, além disso, hoje é projetada para circulação a pé, ideal para aproveitar cada esquina.

  • Aproveitando a cultura sustentável

Buenos Aires oferece uma cultura sustentável baseada em duas expressões que são patrimônio da humanidade: o tango e o fileteado porteño. O tango abrange múltiplas expressões estéticas e artísticas e é conhecido em todo o mundo. Está nas milongas, nos bares e em outros pontos onde você pode se divertir ou aprender. Já o fileteado, ou filete, de Buenos Aires é uma técnica pictórica tradicional que combina cores vivas com estilos tipográficos específicos. Suas realizações podem ser vistas em ônibus urbanos, caminhões e placas de lojas e armazéns. Há também o Teatro Border, o primeiro teatro sustentável da Argentina, localizado na avenida Godoy Cruz 1838.

Para obter informações sobre essas e mais atividades ao ar livre, acesse https://turismo.buenosaires.gob.ar/br

 

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *