The Yacht Week Croácia

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja2

Já ouviu falar sobre a The Yacht Week ? Se você gosta de combinar viagens com festas tenho certeza que sim e nesse post vou dar TODAS as dicas para você que está pensando em curtir uma semana velejando com muitas festas e gente bonita no próximo verão.

Começo o post falando duas coisas… o post está enormeeeeee mas assim como nas dicas do Spring Break Cancun, eu espero tirar todas suas dúvidas e contar tudo sobre o evento e a outra é que eu realmente indico a experiência da The Yacht Week para todo mundo pelo menos uma vez na vida! Ao longo do post vocês vão ler diversos perrengues e criticas, no meu barco tive amigas que amaram e outras que odiaram (exatamente esse extremo de sentimento  hahahaha), pra mim foi uma experiência bem interessante, talvez, única na vida mas que curti muito e super acho que valeu a pena!

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja4

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja3

 

O que é a The Yacht Week ?

É um evento que acontece durante o verão em diversos países como Croácia, Grécia, Turquia, Itália, Tailândia e Ilhas Virgens Britânicas. São 7 dias velejando em seu yacht particular, com amigos, conhecendo as ilhas mais incríveis e tudo isso regado a muita festa e gente bonita!!

Na Croácia, são até 50 barcos que saem por semana, divididos em 2 duas rotas, black e red e percorrem lugares paradisíacos durante o dia e no fim de tarde atracam nas ilhas para curtirmos o lugar e as festas. No final da semana as duas rotas se encontram para uma regata com direito a premiação para o barco mais animado e com melhor decoração e fantasia. Os vencedores são anunciados na última festa, com todos os participantes reunidos que acontece numa boate na cidade de  Split.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja11

A primeira vez que ouvi falar na TYW foi em 2013, ano que conheci a Croácia e fiquei apaixonada pelo país, nessa ocasião não tive oportunidade de conhecer diversas ilhas da região e vi que o evento seria uma ótima maneira não só de conhecer essas ilhas como de curtir boas festas, que vocês sabem que eu amo!!!

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja12

 

Qual país escolher ?

A The Yacht Week teve sua origem na Croácia e com o passar dos anos e do sucesso foi se espalhando para outros países (ano que vem eles completam 10 anos). Eu escolhi a Croácia, por ser o país que eu realmente queria voltar e por ser o destino mais conhecido do evento, logo, imaginei que o mais animado também.

Desde esse ano, percebi que a The Yacht Week tem se tornado cada vez mais popular entre os brasileiros e alguns outros países que também tem rotas que “bombam” são Turquia e Grécia mas para uma primeira experiência eu continuo indicando a Croácia.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja

 

Quando acontece ?

A The Yacht Week, na Croácia, acontece do início de junho até o final de agosto e toda semana saem em média 50 barcos divididos em 2 rotas, Black e Red route. Nesse momento sempre me perguntam 2 coisas …

  • Qual a melhor semana ??

Sinceramente acho que qualquer semana deva ser cheia e super bacana mas é legal lembrar que em JULHO rola o Ultra Europe (em 2016 cai nas semanas 28 e 29) que é um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo e que acontece todos os anos na cidade de Split.

A semana 28 termina no o Ultra Europe e dá direito a entrada para o primeiro dia de festival, já a semana 29 começa no Ultra Europe com ingressos inclusos para 2 dias e mais uma festa do Ultra que rola no hotel Amfora em Hvar. Sou doida pra conhecer esse festival e acho que é uma ótima oportunidade pra quem curte música eletrônica também.

O outro período que, sem dúvida, bomba é durante o mês de agosto inteiro (entre as semanas 31 e 35 de 2016) pois são as férias dos europeus e foi justamente a época que fui e adorei!!!

  • Qual a melhor rota ? Black ou Red

Elas são iguais!! Saem juntas, no mesmo dia, passam pelos mesmos lugares, tem as mesma festas, porém como são muitos barcos é preciso dividir as rotas, senão as marinas nas ilhas não conseguem dar conta de 50 barcos (só da TYW) chegando de uma vez. Com isso uma começa na ilha X e a outra na Y e as duas se encontram no penúltimo dia para a regata.

Ou seja, black ou red, tanto faz!

6-ilhas-na-croacia-nos-na-trip-erica-camargo-viaja

DICA #NOSNATRIP:  Eu sou apaixonada por Hvar ( e as meninas do meu barco que já conheciam a ilha também), com isso, nós pedimos para nosso skipper desviar da nossa rota (black) para nos juntarmos a red por alguns dias, ou seja, deixamos de conhecer uma ilha que estava em nosso roteiro para ficarmos mais dias em Hvar. Quando a red route deixou a ilha, nós permanecemos para então nos encontrarmos de novo com a black que estava chegando e seguir nosso percurso. Achei super válido, simplesmente porque Hvar é sensacional e a melhor ilha do passeio.

unnamed (9)

 

Como escolho e alugo um yacht ?

A primeira coisa é decidir qual semana você deseja fazer o TYW e em qual rota, a partir dai eu super indico dar uma boa estudada em todas as opções de barcos disponíveis no site da The Yacht Week. Existem diversos modelos e tamanhos de barcos e a capacidade costuma variar entre 3 a 12 pessoas.

Obviamente os valores variam entre modelo, ano e capacidade do barco mas a média é entre 700 e 1.700 euros por pessoa.

E o que está incluído nesse valor ?? Sua hospedagem no barco por 7 dias + a pulseira (wristbands) que dá direito a entrada em todas as festas oficiais da TYW.

Os dois custos extras a princípio são o Skipper (mesmo que você seja apto a “dirigir” um barco a vela não acredito que queira ter essa responsabilidade por 7 dias) e uma Hostess, caso queira alguém para fazer sua comida e limpeza do barco todos os dias. Eu escolhi apenas o skipper.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja13

Se você não tem o hábito de velejar ( como eu) e não é a pessoa mais entendida de barcos (como eu), aconselho a pesquisar os modelos no site e jogar o modelo do barco no google pra ter uma leve noção de tamanho e de como é o interior. Já pra início de conversa… esqueça qualquer possibilidade de alto luxo. A única coisa que você não vai achar em nenhum modelo, até no mais caro é esse padrão de luxo que muita gente acha quando pensa em yacht. São barcos em sua maioria simples, sem ar condicionado e com cabines e banheiros pequenos. Tive a oportunidade de conhecer outros barcos, além do meu, e mesmo os maiores, com um pouco mais de conforto ainda eram “zero” luxo.

Sendo assim,  a escolha do modelo do barco é SUPER importante e explico porque com minha experiência… nós eramos 7 meninas em um barco com capacidade para 8 pessoas ( o skipper completou a capacidade). Era um barco pequeno com 3 cabines para duas pessoas e outras 2 dormiriam no salão, ou seja, o skipper e mais alguém. As 3 cabines eram minúsculas, e de fato só cabiam as duas pessoas na cama e duas malas (tamanho P), o salão precisava de espaço para a mala do skipper e de uma menina, ou seja, pegava uma parte do espaço limitando a circulação. Resumindo, manter as 8 pessoas na área interna do barco não era muito confortável. A área externa não era grande mas acomodava todos com menos sacrifício. O banheiro também era minúsculo e contando que 8 pessoas usariam ele todos os dias, decidimos não tomar banho dentro dele para tentarmos manter a limpeza. Banho somente na mangueira do lado de fora ou nas marinas que tinham banheiro.

Imagino que nesse momento toda aquela esperança de luxo e glamour que você pensou que fosse a The Yacht Week desceu por água a baixo, né?! hahahaha.

Os barcos menores, obviamente são os mais baratos mas sinceramente não aconselho, são 7 dias convivendo com diversas pessoas, muitas vezes que você acabou de conhecer e acho que o mínimo de conforto é necessário para sobreviver durante a semana.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja14

Não tenho amigos suficientes para alugar um yacht, o que fazer ?

Voltando a falar sobre o barco pequeno… esse meu yacht, a principio, foi escolhido por 4 amigas. Elas pegaram um barco para 8 pessoas e esperavam preencher as vagas restantes, ou seja, se não preenchessem elas teriam que pagar o valor cheio do barco. Por um lado ficaria beeem mais caro, por outro bem mais confortável. Talvez, por essa dúvida elas tenham escolhido um barco com um menor valor.

Eu, particularmente, não tinha a menor intenção de alugar um barco como elas, exatamente porque não estava disposta a pagar a diferença caso não conseguisse preencher as vagas restantes. Logo, eu e mais duas amigas estávamos a procura de um barco já alugado mas que tivessem 3 vagas.

Ok, mas como eu sei quem está com vaga no barco e como conheço essas pessoas?? A primeira coisa é curtir a página da The Yacht Week no facebook, lá além de saber todas as novidades, tem um fórum e nele você acha pessoas oferecendo e procurando vagas nos barcos. Isso é uma prática SUPER comum, não ache que você será a única louca a querer vaga num barco alheio. A segunda, e mais importante, é entrar em contato com um representante da The Yacht Week, tanto para ele procurar pessoas interessadas para entrar em seu barco ou procurar vaga para pessoas perdidas como eu hahahaha e simplesmente para tirar toda e qualquer dúvida que você possa vir a ter. Aqui no Brasil, o contato é a Maíra Wong, ela é super gente boa e prestativa e eu enchi muuuuito o saco dela até achar a crew perfeita!!!

No caso de não fechar um barco somente com amigos acho super importante conhecer, conversar (nem que seja por whatsapp) e sentir a vibe do grupo que você está pensando em fechar. Eu confesso que demorei muito, já estava quase desistindo, porque ninguém que eu conversava, a principio, me passava a impressão que eram meus melhores novos amigos de infância e que seria incrível passar uma semana com essas pessoas desconhecidas hahahaha. Até que finalmente a Maíra achou uma crew que falou que seria minha cara e de fato… foi a escolha mais acertada!! E daí nascia a Snow Whites Crew (você precisar dar um nome a sua tripulação, rs) com 4 meninas que nunca tinha visto na vida mas que viraram amigas incríveis que tenho até hoje.

Para quem tem medo, que nem eu, de de repente alugar um barco e não ter pessoas suficientes para fechar e acabar morrendo numa grana … isso muito dificilmente acontece, até porque a cada ano o evento está ficando mais popular, mas uma vez ou outra pode rolar… então, se você estiver num número pequeno de amigos, não se acanhe e vá procurar sua crew!!

Outra opção para quem não quer alugar um barco ou não está em grupo e sim em dupla ou casal é reservar apenas uma cabine em um barco. No site da The Yacht Week você encontra essa opção,  um catamarã onde você aluga apenas uma cabine para duas pessoas com direito a hospedagem por 7 dias, pulseira para as festas, café da manhã e almoço, água, taxas portuárias, impostos turísticos e custos operacionais do yacht (como combustível e água). Acho uma boa opção mas com menos liberdade de locomoção, pois no seu próprio barco o skipper tem liberdade de te levar na praia X invés da Y, de fazer passeios pelas grutas, de sair ou chegar nas marinas no horário mais apropriado ou até de invadir a outra rota como foi o nosso caso, rs.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja15

Escolhendo o Skipper:

Acho que tão importante quanto escolher o barco é escolher o capitão. Essa parte acho que você só aprende passando pela experiência ou, no caso, lendo essa dica de antemão !!

Eu não indico meu skipper, logo não vou colocar o nome ou contato dele aqui para vocês. Quando você fecha seu barco, o site abre as opções de skipper para você escolher. Eu não cheguei a participar dessa fase, dai não sei exatamente como eles são descritos para você escolher entre um ou outro. Talvez a Maíra possa dar alguma indicação, talvez algum amigo que já tenha ido e gostado do capitão ou de repente no fórum do facebook você possa tirar essa dúvida mas afirmo que a escolha de uma bom profissional é MUITO IMPORTANTE.

Explicarei por que não recomendo o meu. Meu skipper era super responsável, como acredito que sejam todos que trabalham na empresa. Conhecia o barco que estava conduzindo e não tivemos qualquer problema relacionado a isso, não bebia em hipótese nenhuma enquanto estava velejando e estava sempre pronto para fazer seu trabalho. Ponto. Ele fazia o básico que qualquer profissional deveria fazer. Porém, durante a semana descobri que outros diversos capitães davam dicas e levavam a tripulação a lugares legais para conhecer, praias diferentes, grutas, passeios e sabiam o que fazer nas cidades. Davam dicas de restaurantes, bares, lojas, ou seja, deixava a semana muito mais proveitosa durante o dia. Meu skipper, apesar de responsável, era um menino super novinho e só queria saber de zoar nas horas vagas, ele fazia o trabalho dele mas não via a hora de encontrar os amigos para aproveitar a farra.

Falando em Skipper esse é um custo que você terá durante a semana, pois você é responsável pela alimentação dele. Se fizer comida no barco, precisa contar com ele, se comer na rua, precisa levar comida ou dar dinheiro para ele fazer a refeição dele, com isso nós os apelidamos de Tamagotchi hahahahaha

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja16

Quanto custa o The Yacht Week ?

Isso depende do país, da semana e do barco que você irá alugar! Como já mencionei ali em cima a média de um barco por pessoa é entre 700 e 1,700 euros. Alguns barcos são mais baratos e talvez pouquíssimos outros são mais caros mas a base é de uns 700, 800 euros por pessoa.

Como também já mencionei, esse valor da direito a hospedagem no barco por 7 dias e todas as festas oficiais inclusas. O Skipper tem um custo adicional, assim como a hostess, se desejar.

Outro adicional é a opção de selecionar um pacote de comidas e bebidas, os preços e detalhes dos pacotes estão descritos no site. Eu preferi abastecer o barco comprando minha comida e bebida no mercado antes de embarcar.

Outros custos que você pode passar batido no site e levar um susto durante a viagem são os custos extras, que até tem uma base de valores no site mas na hora você acaba gastando muito mais. Você terá que pagar o combustível do barco, água, taxas portuárias e turísticas e os táxis boats (pois nem sempre você atraca em terra firme ), obviamente além de comida e bebida durante a semana.

Vou ser muito sincera, não faço a mínima ideia de quanto gastei nessa brincadeira mas lembro que saiu beeeeem caro!!! A Croácia apesar de fazer parte da União Europeia, não adota o euro, com isso usa sua moeda própria que é a Kuna, com uma conversão bem complicada para se fazer de cabeça, principalmente quando você está num evento com bebidas e diversão o dia inteiro, rs. Nós saímos do Brasil com um valor na cabeça próximo ao que o site nos dava, porém pagamos o dobro se não mais.

DICA #NOSNATRIP: Quando você já tiver com seu barco fechado, número de pessoas e skipper escolhido, mande um email para ele perguntando a base do valor de todos os extras daquele barco que você alugou para ter uma noção real, provavelmente ele conhecerá o barco e pela experiência poderá ajudar. Já deixe esse valor separado e caso, na hora, seja uma diferença muito grande questione o que você está pagando. Por experiência própria, se você deixar pra resolver isso na hora, vai somente dar o dinheiro toda vez que o skipper pedir e como os dias são muito corridos e as festas muito intensas nunca vai lembrar de perguntar o que exatamente você está pagando e o por que daquele valor.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja17

Alimentação e custo:

Caso você não escolha o pacote de alimentação que eles oferecem deverá comprar sua própria comida e bebida e é isso que a maioria das pessoas fazem!!

Na marina de Split existem muito mais opções de mercados com preços melhores, nas outras marinas são poucas as opções e mais caras. Meu barco saia da marina de Seget (quando você pesquisa os barcos já sabe de qual marina irá sair), e eu tinha opção de fazer compras no mercado dentro da marina ou num mercado próximo, que não era tão próximo contando o peso dos mantimentos que eu precisaria estocar por uma semana.

O principal, de absolutamente tudo, na sua lista é ÁGUA  e GELO!!!! Pode faltar tudo menos esses dois items. As geladeiras dos barcos são tipo aqueles freezers horizontais, sabe?! Mas não são elétricos, ou seja, somente gelo para fazer o milagre da sua bebida gelar e sua comida não estragar, não esqueçam de comprar muito gelo e lembrem de repor sempre que precisar (e já adianto que isso não é uma logística muito prática durante a viagem).

Você irá passar boa parte do seu dia dentro do barco, portanto capriche na alimentação do café da manhã, pães, bolos, frutas, frios, sucos…  escolha bem os alimentos para fazer uma ótima refeição.

A cozinha de todos os barcos tem fogão mas na prática, cozinhar num barco não é uma tarefa tão fácil pela falta de espaço e porque nem sempre vai ter alguém disponível para deixar de curtir o sol, o mar ou interagir com outros barcos para fazer a comida pra galera ( e normalmente só cabe uma pessoa na cozinha, rs) !! Nós compramos coisas práticas de cozinhar tipo macarrão mas não fizemos nenhum dia, pois além do espaço não ser confortável para cozinhar também não era confortável para almoçar ou jantar. Com isso caprichamos não só no café da manhã como em todas as besteiras do mundo para matar nossa fome até chegar em terra firme para comermos de verdade hahahaha. Por isso, por mais que você ache besteira e que vai sim cozinhar todos os dias, aconselho a não se empolgar muito nas compras e  escolha pratos que sejam realmente fáceis e práticos de fazer.

Nós tinhamos o hábito de comer em restaurante pelo menos uma vez ao dia, e isso, obviamente encarece o custo da viagem. A Croácia já foi um país bem barato mas o turismo cresceu muito nos últimos anos e eles visivelmente se sustentam com isso, e aproveitam principalmente o verão para ganhar dinheiro. Eu, simplesmente adoro conhecer novos restaurantes e a culinária local, e a croata me agradou muito com seus frutos do mar frescos e vinhos da região.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja18

DICA #NOSNATRIP : Para quem também gosta de bons restaurantes e de comida típica, não deixe de provar a Peka croata, que é um prato feito no forno a lenha com polvo e legumes, simplesmente o melhor polvo que já comi na vida!!!!! Indico o restaurante Passarola em Hvar mas é recomendável fazer reserva e seu skipper pode fazer isso.

As bebidas nos bares, restaurantes e festas também são caras na Croácia, por isso, não esqueça de fazer um bom estoque das suas preferidas e capriche no esquenta antes de sair do barco. Falando em bebidas, pra quem é fã de drinks, na Croácia é super comum achar drinks vendidos a litro, ou seja, são jarrões de 1 ou 1,5 litros da sua bebida preferida, tipo mojito, sex on the beach, marguerita e por aí vai… é uma super dica para dividir com os amigos e os preços costumam valer a pena,

DICA #NOSNATRIP: Se seu barco sair de qualquer marina que não seja Split e você precisar fazer compras de bebidas e comidas não deixem para chegar muito em cima da hora do embarque pelo simples motivo que você não irá achar NADA para comprar!!! Sério!!! As cidades costumam ser pequenas e são poucas opções dentro ou próximas as marinas e são muuuuitas pessoas querendo basicamente os mesmo itens que você. Digo isso, porque lembro que cheguei super cedo a marina de Seget, consegui fazer minhas compras com toda calma do mundo mas deixei para comprar algumas bebidas no mercado da marina, simplesmente por facilitar a locomoção mesmo, no momento, não tinha praticamente mais nada nas prateleiras de comida e já faltavam diversas marcas de vodkas e espumantes e provavelmente cervejas também mas como não bebo cerveja não lembro dessa parte, rs.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja19

 

Da onde saem os barcos?

A maioria das pessoas acham que todos os barcos saem de Split, infelizmente não e preste atenção porque essa informação aparece quando você ainda está pesquisando os barcos, além de Split você também pode sair das marinas de Seget ( a que eu sai e fica a 20 minutos do aeroporto de Split ), Kastela (20 minutos), Mandalina (60 minutos), Frapa (45 minutos), Kremik (50 minutos), Zaton (70 minutos) ou Trogir (20 minutos).

Split não é a opção mais próxima do aeroporto (50 minutos) mas é a que tem mais estrutura e opções para fazer compras, sem falar, que se você chegar a cidade mais cedo ou no dia anterior, super vale conhecer porque é uma graça, eu adoro Split!!!

No site da The Yacht Week você também encontra todas as dicas e valores de quanto você irá gastar no translado de táxi ou ônibus, eu fechei um transfer/van direto com a TYW, não sei se foi o mais barato mas na ocasião achei o mais prático e assim foi. Acho que para o próximo ano não existe mais essa opção de transfer mas não deixe de conferir.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja20

Como é o roteiro e a rotina da The Yacht Week ?

Sua semana começa na marina que irá sair seu barco, o roteiro em si deve mudar de um ano pra outro, então acho que não vale muito descrever o meu mas as ilhas visitadas permanecem as mesmas… Hvar, Vis, Korcula, Scedro, Brac, Solta e a cidade de Split. Tem um post aqui no blog “ 6 ilhas na Croácia que você precisa conhecer “, que eu falo de algumas delas, super vale conferir as dicas.

No primeiro dia, todos os barcos partem na mesma hora de suas marinas e vão em direção a primeira ilha, para a primeira festa da TYW, nos dias seguintes a rotina é passar o dia velejando, conhecendo praias ou fazendo passeios nas ilhas e a noite rolam festas todos os dias … porém, os barcos não ficam juntos o tempo inteiro, principalmente durante o dia cada barco tem autonomia para navegar para uma  praia, gruta ou atracar para quem quiser ficar nas ilhas, por isso disse lá em cima o quão importante é ter um skipper bacana que dê dicas do que fazer, o que visitar… mais bacana do que isso é fazer amizade com outros barcos para você sempre velejar junto e ter sempre uma turma para aproveitar o dia junto com o seu barco.

the-yacht-week-2014-erica-camargo-viaja

Essa foto irada do circulo de todos os barcos da rota, acontece apenas um dia e dependendo das condições do mar não pode acontecer… de fato esse circulo é incrível e a festa entre os barcos animada mas isso não existe nos outros dias, nem esse clima de festa ao mar durante o dia!!! Basicamente é você quem faz sua festa no seu barco e no máximo com alguns barcos amigos.

DICA #NOSNATRIP: Não deixe de conhecer a Blue Cave próximo a ilha de Vis, o lugar é surreal de lindo!!! O dia que fui, infelizmente o mar estava batendo demais e foi difícil (na verdade foi hilária) nossa entrada mas ainda assim aquele mar azul fosforescente foi incrível e super valeu. A entrada é paga, você salta de seu barco e entra num bote que te leva até a caverna. Não me perguntem quanto custou porque como já disse era praticamente impossível lembrar o tanto de coisa extra que a gente pagava todos os dias, rs.

Falando em bote… preciso contar sobre a saga dos táxi boats … senta que essa parte é longa hahahaaha. Praticamente em quase todos os lugares que atracamos precisávamos usar táxi boats, ou seja, nosso barco ficava ancorado sempre longe das marinas (pelo que entendi elas sempre estavam cheias ou os barcos da TYW não podiam atracar), no caso, todos os barcos da TYW ficam sempre juntos. Daí, pra gente se locomover do nosso barco até a ilha era sempre necessário usar o serviço de táxi, que custava caro e pior que isso era um porre fazer essa locomoção porque algumas vezes era longe da cidade.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja21

Em Hvar, por exemplo, nós atracamos o barco na marina de Palmizana (aliás, com uma estrutura excelente de banheiros, restaurantes e praias), o deslocamento era longe até a cidade de Hvar e pelo que lembro foi meio carinho também. 100 Kunas ida e volta ( em torno de 55 reais). Hvar é incrível durante o dia, impossível deixar de conhecer a cidade e curtir um sunset no Hula Hula beach club (um dos sunsets mais top que já fui na vida), além disso, rola festa da TYW durante do dia no bar Carpe Diem também (outro sunset super bacana). A noite em Hvar é tão incrível quanto o dia, o Kiva Bar tem a melhor tequila da ilha e é uma pré super animada, depois rola festa na ilha do Carpe Diem também … ou seja, a programação é intensa, o barco tá ancorado lá na puta que pariu e você faz o que ??? Ou se prepara psicologicamente para passar o dia inteiro com a mesma roupa (posso garantir que é a opção da maioria), ou segura a bebedeira em algum momento ( o que é difícil de acontecer) para conseguir voltar para o barco, tomar um banho, arrumar para balada e pagar mais 100 kunas para voltar para Hvar !!

Ok, mimimi de mulherzinha, mas não é NADA prático esses deslocamentos para as ilhas, principalmente em Hvar.

Continuando a saga dos táxis boats… Todos os barcos do TYW ficam atracados um do lado do outro a noite, na ida os táxis passam em seus barcos e te levam até a cidade, na volta, os táxis param apenas nas duas pontas onde estão ancorados os barcos… ah, tá, e todo mundo que está no meio faz o que ??? Vai pulando de barco em barco até chegar no seu hahahahahahahaha. Serioooooo!! Imagina a cena… dezenas de pessoas chegando bêbadas ao mesmo tempo, no breu ( na madruga chegando da balada), sendo largadas num barco qualquer e precisando não só procurar qual é o seu barco como pular de um em um até chegar no seu!!! Digamos que pelo clima, teor alcoólico e por eu ser uma pessoa de muito bom humor, acabei achando hilária a situação mas colecionei hematomas de todos os tamanhos pelo corpo inteiro fazendo essa “brincadeira” algumas vezes durante a semana.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja22

DICA #NOSNATRIP: Nunca seja o último a chegar para ancorar seu barco porque a probabilidade de você ficar em uma das pontas é grande e seu barco será o “ponto” oficial onde algumas muitas pessoas vão passar durante a madrugada inteira!!! Pior que não dormir é acordar com o barco imundo no dia seguinte! Ficar no meião também não é a melhor opção, pular uns 10 barcos no escuro e provavelmente bêbado não é a tarefa mais fácil do mundo hahahaha. Então, converse com seu skipper para ele ser espertinho e ficar em algum lugar estratégico para você não precisar pular tantos barcos quando chegar!! Além disso, tenha uma bandeira ou algo bem chamativo pra você identificar seu barco mais facilmente … super comum as pessoas errarem de barco, acontece. E o mais importante de tudo, nunca saia do seu barco sem TRANCAR ele e deixar a chave num lugar escondido, no próprio barco, mas que todos saibam. Levar a chave não é uma boa opção, quase impossível todos voltarem juntos e ainda tem o skipper que se não for fanfarrão igual o meu certamente será o primeiro a chegar.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja23

Sobre a rotina de passar uma semana inteira num barco… como já mencionei não é um barco de luxo, uns maiores, mais confortáveis e outros menos mas ainda assim são barcos simples. Eu, apesar de prezar um mínimo de conforto em minhas hospedagens, sou zero fresca e me adapto super bem a quase todos os lugares… Dormir sem ar condicionado num calor do capeta, ter um espaço interno bem limitado de circulação e tomar banho de biquíni e na mangueira com toda a TYW te vendo, não seria exatamente meu sonho de hospedagem mas se você não for uma pessoa chata/ fresca provavelmente irá entrar no clima e sobreviver super de boa como eu sobrevivi.

Sobre tomar banho na mangueira do lado de fora, acredito que praticamente todos os barcos façam isso porque é humanamente impossível várias pessoas tomarem banho num banheiro minúsculo e ainda assim manter o mínimo de higiene necessária para sobreviver. Fora isso, algumas marinas tem banheiros, em sua maioria ótimos, e daí da pra aproveitar e tomar um bom banho de verdade. Ahhhh, ainda tem mais uma coisa… como meu barco era pequeno e nós eramos 7 mulheres, lógico que uma hora tinha que faltar água, né?! hahahaha… solução do nosso skipper pra não ver um bando de mulheres furiosas querendo matar ele… esperar a galera do barco vizinho sair para “roubar” a água da mangueira deles hahahahahaha!!! Perrengues básicos que se levados com bom humor, viram histórias engraçadas depois que passa !!

Outra coisa importante… toda festa no barco precisa de música né?!! Nossa era de ipod e spotify é muito moderna para a maioria desses barcos… eles tem conexão usb mas não conseguem ler  🙁 e daí o bom e velho pen drive lotado de músicas salva!!! Não esqueça de leva-lo !! Ah e nas marinas não pode rolar som alto de jeito nenhum, quem se empolgar paga multa!!

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja24

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja25

As festas:

O que não falta são festas durante essa semana! Elas rolam todas as noites nas ilhas e em Hvar também tem um sunset no Carpe Diem. Em sua maioria são fechadas somente para galera da The Yacht Week, por isso, nem pense em tirar do braço a pulseira que você ganha no check in.

Serei muito sincera… eu gostei de toda as festas, animadas, gente bonita mas não posso dizer que nenhuma foi tipo… a melhor festa da vida, sabe?!! Os djs que tocaram na minha semana eram um saco e foi o único lugar que não tocava os hits do verão europeu daquele ano! Eu amo música eletrônica e curto tudo que não é comercial também mas nem todo mundo gosta e pow passar uma semana praticamente sem ouvir a sequência de músicas que estavam bombando no verão acabou deixando um pouco a desejar … e daí o que aconteceu?? As duas melhores festas que fui foram justamente as que não eram da The Yacht Week hahahaha. O sunset do Hula Hula, que sempre é inesquecível (sou apaixonada por esse lugar!) e a festa da ilha do Carpe Diem que também foi top e super divertida, as duas em Hvar!

No geral as festas são boas e talvez eu tenha dado azar com os djs do ano passado ou da minha semana mesmo, de qualquer maneira, esteja sempre atento as outras opções de festas das ilhas.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja26

Bagagem:

Não vou me alongar nesse assunto aqui, mas vale lembrar que quanto menor a mala melhor, ou seja, uma mala tamanho P seria o ideal para caber a bagagem de todo mundo no barco!

Ok, para mulherada (inclusive para mim) é bem sofrido colocar a vida de uma semana dentro de uma bagagem de mão mas posso garantir que você não usará muita coisa além de biquínis e rasteirinhas!! Conseguir montar looks com peças coringas para noite é uma ótima opção e se tiver alguma amiga para trocar as produções melhor ainda!!

Eu estava vindo de uma eurotrip de mais de 30 dias, logo, estava com uma mala grande e abastecida para isso, assim como todas as meninas do meu barco, obviamente essas bagagens jamais caberiam em nosso yacht, rs. A solução foi deixar no locker da marina de Seget, outro motivo para chegar cedo na marina, não sei nas demais marinas mas nessa o locker não era grande e era daqueles abertos, sabe?! Lembro que não foi caro (uns 15 euros a semana toda) mas também não foi 100% seguro largar a mala lá hahahaha. De toda forma, não tive qualquer problema e estava tudo perfeito quando voltei.

croacia-the-yacht-week-nos-na-trip-erica-camargo-viaja27

Considerações finais:

Sorry pelo post gigante, gente!! Acho que nunca fiz um post tão grande na vida hahahaha mas espero que tenha conseguido não só tirar dúvidas e dar dicas como principalmente mostrar um pouco de como é  realmente a rotina da The Yacht Week.

Apesar dos perrengues e falta de conforto posso afirmar que valeu muuuuuito a experiência, de verdade!! Primeiro porque é uma proposta de diversão bem diferente das que estou acostumada a frequentar e só por isso já achei o máximo, depois porque é uma oportunidade de conhecer lugares novos, fazer passeios que talvez não fossem tão acessíveis numa viagem comum e fazer amizades incríveis!! Não sei ser faria de novo… as vezes eu realmente acho que foi experiência única na vida e em outras tenho uma leve vontade de velejar na Grécia ou Turquia.

De qualquer maneira, para quem também curte meu combo preferido praia + festas eu super indico a The Yacht Week.

 

Seguir Erica Camargo:

Apaixonada por explorar novos lugares e compartilhar suas experiências... as boas e os perrengues também, rs!! Adora conhecer bons restaurantes, descobrir lojinhas locais, é super ligada em tendências e hotspots e não dispensa uma boa balada!!

21 Responses

  1. Felipe

    Erica,

    Bom dia, li o seu site sobre o TYW e me animei, entrei no crew finder e me identifiquei com um pessoal (estou indo sozinho), agora preciso pagar, mandei um email para o TYW e eles me disseram que por minha conta e risco

    Como faço para ter alguma garantia antes de pagar?

    Obrigado,

  2. Barbara

    Erica,

    Tudo bem? Achei seu site incrivel, e certamente me fez definir boa parte da minha viagem desse ano, inclusive o TYW!! Estou mega animada, mas com milhões de dúvidas hahah, umas das dúvidas que tem pegado é com relação a mala que tenho que fazer. Queria saber se as pessoas vão super mega arrumadas nas festas ou se é mais estilo festa de praia mais de boa, não consegui ver muitas fotos de festa e as fotos que vejo só tem homem (o que me deixa bem feliz, mas não ajuda a tirar a dúvida hahaha). As festas são mais do estilo rasteirinha ou salto? Você falou que o banheiro nos yachts são bem apertados e que você usou o banheiro das marinas, rola de usar secador de boa? Porque eu adoro praia, mas meu cabelo nunca está na mesma vibe que eu. Como vou viajar por um mês no total (porto – ilhas gregas – croacia), não vai rola de não repetir roupa e certamente vou ter que lavar, nas ilhas gregas e na croácia é de boa de achar lavanderia?

    • Erica Camargo

      Olá Barbara!!! Que bom que estamos conseguindo te ajudar!!! 🙂

      Entãooooo, vamos começar com a parte principal, simmmmmm a TYW tem mais homem que mulher hahahahaha por isso eles nem deixam fechar barco só de homens!! Qto a sua mala, ela será total cara de praia, sem salto, sem brilho, só rasteirinhas!!! Tanto para Croácia quanto pra Grécia!! Na TYW provavelmente você só vai conseguir levar uma mala pequena, pq os barcos são pequenos e é mala de uma galera que tem entrar, além da sua, rs. Foca em biquinis, shorts, vestidos, saias que vc consiga usar de dia e emendar a noite. Algumas festas dificilmente você voltará ao barco e vai emendar as festas de dia com as da noite mesmo, rs. ( Principalmente em Hvar, que qdo vc sai do barco já é pra ir para o Hula Hula, de lá certamente você vai seguir pro Kiva e acho bem difícil querer voltar para o barco para se arrumar para o Carpe Diem, rs). Que eu lembre só tiveram duas mais arrumadinhas, a noite do Forte George e a última festa ( em Split), ainda assim, nada de super produção, vestido e rasteirinha e tá otimo!!

      Lavar roupa nas ilhas acho que não será um missão muito fácil não, rs. Se você parar em Split certamente achará lavanderia mas nas ilhas não lembro de nenhuma!!! E secador de cabelo da para usar de boa sim, tanto no barco quanto nas marinas.

      Qualquer coisa que precisar, só falar!!

      Beijoooos e ótima viagem!

  3. Filipe Latrônico de Oliveira

    Oi Erica, tudo bem?
    Achei muito legal o seu site e a maneira como descreveu sua viagem.
    Estou indo com alguns amigos em agosto deste ano.
    Tenho uma perguntinha.
    Qual o aeroporto ou aeroportos que temos que considerar para chegar na yacht week?
    Obrigado:)

    • Erica Camargo

      Ola Filipe!! Você vai adorar a TYW!!! Então, todas as marinas são próximas a Split, então o melhor aeroporto para chegar é o de Split mesmo. Zadar e Zagreb ficam um pouco distantes e Dubrovnik é total fora de mão!!

      beijoooos e ótima viagem!

  4. Debora

    Olá, vc pode me tirar uma dúvida? Meu marido e eu gostaríamos de participar de apenas 1 dia na The Yacth Week, é possível? Não queremos alugar barco para os 7 dias.

    • Erica Camargo

      Olá Debora!! Infelizmente não é possível, eles só fecham o pacote com 7 dias de passeio!!! 🙁

  5. Aldo

    Ola Erica,
    Parabens pela viagem.
    Gostaria de tirar algumas duvidas sobre a Croacia.
    Caso possa me ajudar como podemos nos comunicar?
    Att
    Aldo

  6. Guia da Croácia - Nós na Trip

    […] pelo país, a primeira vista, foi tanto que no verão seguinte voltei para explorar as ilhas com o The Yacht Week e sigo querendo incluir a Croácia em todos meus roteiros de verão, afinal são mais de mil ilhas e […]

Deixe uma resposta