Guia da Riviera Francesa

Yeap! O Nós na Trip foi acabou de chegar da região mais chique do sul da França e vamos falar tudoooo sobre ela nos próximos posts!! 🙂

Riviera Francesa, Cote d’Azur ou Costa Azul, chame como quiser (eu chamo de Cote d’Azur, me acho muito chique pronunciando isso hahahahahahaha) é referência de luxo e glamour na Europa, a região que é banhada pelo mar mediterrâneo e rodeada por montanhas é uma das mais cobiçadas no verão e vai de Toulon a Menton, lá na fronteira com a Itália. Dentre várias cidadezinhas, escolhemos conhecer as principais, Nice, Mônaco,Monte Carlo, Cannes e St. Tropez. Montamos base em Nice e St. Tropez mas as cidades são super próximas e para quem só deseja fazer um bate e volta, uma única base já é o suficiente.

riviera-francesa-nos-na-trip-mapa

Guia da Riviera Francesa

COMO CHEGAR ?? 

A maneira mais fácil de chegar a Riviera Francesa é por Nice, seja de avião (eu fiz um voo interno saindo de Londres),  de trem (que costumam ser de alta velocidade e são confortáveis) ou ainda de carro, dependendo da onde você esteja, as auto estradas são ótimas!!

De avião, saindo do Brasil, é possível encontrar voos pelas cias Air France, Tap, KLM, Alitalia, Lufthansa e diversas outras, todas com conexão. Saindo de algum outro país da europa, são diversas as low cost que também fazem essa rota, eu voei pela Monarch (faço resenha dela em breve) saindo de Londres e levei 3 horas até Nice.

De trem, eu sempre pesquiso no site da Rail Europe mas são diversas opções até Nice Ville, tanto saindo de outros países como de outras cidades na França.

Se você também escolher Nice como sua base e chegar pelo aeroporto, tem a opção de alugar um carro (para conhecer toda região da Riviera) ou pegar um ônibus até a cidade, que foi o que eu fiz – se escolher sua hospedagem na zona turística, provável que pegue os ônibus 98, 99 ou 9 saindo do aeroporto durante todo o dia e leve uns 15 minutos até a cidade.

Chegando de trem, a estação Nice Ville já fica dentro da cidade e logo na frente tem o ponto do tram (bonde elétrico) que te leva para vários pontos da cidade, inclusive para a zona turística.

 

riviera-francesa-nos-na-trip-saint-tropez2

ONDE SE HOSPEDAR ??

Você pode escolher uma base para se hospedar e rodar toda Riviera Francesa de carro ou trem no famoso bate e volta, sinceramente acho a maneira mais prática de conhecer e não perder tempo, as cidades são próximas, as estradas são boas e eu super recomendo montar base em Nice, considerada a capital da Cotê d’Azur e segunda maior cidade turística da França (só fica atrás de Paris).

Para meu espanto, Nice é uma cidade grande com mais de um milhão de habitantes e escolher a zona turística é essencial para aproveitar tudo que a cidade tem a oferecer e também para se locomover melhor para outras cidades.

Caso você também esteja procurando diversão e queira aproveitar a vida noturna da região, uma outra opção é se hospedar em St. Tropez, e curtir ao máximo o que o balneário mais chique da Cotê d’Azur tem a oferecer.

Eu fiquei 7 dias na região e fiz exatamente isso, montei minha primeira base em Nice durante 3 dias e a segunda em St. Tropez por 4 dias, aproveitei e conheci tudo que queria e a logística foi perfeita.

riviera-francesa-nos-na-trip-nice

COMO SE LOCOMOVER ?? 

Em Nice e Cannes você consegue fazer tudo a pé dentro da cidade, aliás, é uma delícia se perder pelas vielas em Nice. Em Mônaco eu já li em muitos lugares que também é super tranquilo conhecer toda cidade a pé, sorry, eu não achei… é um sobe e desce bizarro, no verão faz muito calor e se não tiver de carro, pegue um ônibus para te levar de um ponto ao outro porque realmente é cansativo. Em St. Tropez, você sempre vai precisar de um carro, para ir a praia, pro centro, pro seu hotel, tudo tem uma distância considerável.

E entre as cidades, a melhor opção é trem ou carro ? Particularmente, eu amo dirigir nas estradas na Europa, então quase sempre vou dar dica para você alugar um carro, pela comodidade, praticidade e principalmente liberdade. Porém, não foi o que eu fiz na Riviera Francesa.

Em Nice, eu acabei achando mais prático e rápido se meu bate e volta por Cannes e Mônaco fosse feito de trem – no site da Rail Europe as duas passagens estão 9 euros cada perna mas tenho quase certeza que paguei 12 euros para ir a Cannes – os trens saem praticamente de 1 em 1 hora, são trens um pouco velhos, alguns sem ar condicionado ( que no verão é bem tenso, principalmente considerando que a galera fede, e fede mesmo!!!!) mas são confortáveis e reservei um dia para conhecer cada lugar – Em Mônaco levei 15 minutos para chegar e em Cannes, 30 minutos.

riviera-francesa-nos-na-trip-monaco2

QUANDO IR ?? 

Considerando que a Cotê d’Azur é banhada pelo mar mediterrâneo com águas calmas e transparentes, seria um pecado você não aproveitar as praias, logo, a melhor época é realmente na alta temporada, o verão!!! Porém, verão significa muuuuito calor, cidades lotadas e trânsito pós praia … eu fui em julho e passei por tudo isso… caso, não seja sua praia passar por esses momentos, os meses de junho ou setembro também são boas opções com um calor mais ameno e menos tumulto.

O QUE É IMPERDÍVEL ?? 

Nice, Mônaco e St. Tropez são cidades lindas e imperdíveis, Cannes é mais do mesmo fora do Festival de Cinema.

Em Nice, não deixe passear pela Promenade des Anglais, que nada mais é que a orla da praia com vários bares, restaurante e lojinhas, uma delícia!! O Vieux Nice, centro histórico super fofo com várias vielas e restaurantes ótimos, inclusive o mercado de flores e frutas que é lindo e o Colline du Château, com a melhor vista panorâmica da cidade.

Em Mônaco, a melhor surpresa foi conhecer o Jardim Exotique, não apenas pelas plantas exóticas do parque mas por ele ser lindo, super bem cuidado e ter um vista incrível do Principado de Mônaco, rende fotos lindas lá de cima!! Já em Monte Carlo, conhecer a Place du Cassino, almoçar no Café de Paris e caminhar pelos jardins que levam até a famosa curva da Fórmula 1 é realmente imperdível!

Em Cannes, conhecer a Catedral de Notre Dame de l’Esperánce que tem uma vista super legal da cidade e tirar fotos na famosa escadaria do tapete vermelho.

Em St Tropez, o que realmente são imperdíveis são seus beach clubs com excelente estrutura e restaurantes, o Nikki Beach e o Le Club 55 são os mais concorridos. Um passeio pelo porto para apreciar a quantidade de iates incríveis também é um ótimo programa no final de tarde.

Amanhã entra no ar o post com um Roteiro e Nice e várias dicas, fiquem de olho!! 🙂

 

Todas as dicas da Riviera Francesa

 

Seguir Erica Camargo:

Apaixonada por explorar novos lugares e compartilhar suas experiências... as boas e os perrengues também, rs!! Adora conhecer bons restaurantes, descobrir lojinhas locais, é super ligada em tendências e hotspots e não dispensa uma boa balada!!

10 Responses

    • Erica Camargo

      Hummmm não conheço guia nessa região, principalmente que fale português, dessa vez não vou conseguir te ajudar 🙁

  1. Cristina

    Oi Erica estaremos em Nice no dia 13 de nov e ficaremos até dia 15, quando iremos embora. Enfim somos 2 casais e estaremos de carro, só que gostariamos de um guia pra nos acompanharmos nos passeios. Pode indicar ? Fico aguardando a sua resposta. Obrigada Cris Cardinale

    • Erica Camargo

      Olá Cristina!!! Seria guia em português? Ou pode falar inglês também? Não lembro de ninguém de confiança agora mas vou pesquisar para te falar. O guia seria somente para Nice, certo ?!! Mas oh, a cidade é super tranquila para passear mesmo sem guia!! 🙂

      Beijos e boa viagem
      Erica

  2. Michelle

    Acrescentaria algumas coisas para ajudar aos amantes de viagem como eu.
    Quando ir: Não acho que no alto verão seja a melhor época, até pq as praias não são lá grandes coisas, elas possuem pedras. Imagina deitar no meio e em cima delas??? Definitivamente, não é bacana! Se o roteiro for praia, não pense nessa Região, mas sim Córsega (ilha pertencente à França) ou qq lugar da Italia que tenha praia. Essas sim, lindíssimas e de deixar qq um maluco.
    A única vantagem, no meu ponto de vista, de ir no verão é aproveitar a fanfarronice de St. Tropez. Pq penso q, se não for no verão, em St. Tropez não há nada que se fazer, pq lá é praia (leia-se: ficar no beach club a tarde inteira e nem ver a cor do mar) e a noite balada frenética.
    Então, concluindo, para conhecer a Riviera Francesa de maneira confortável eu acho q a primavera seja a melhor época. A menos que queira aproveitar a bagunça de St. Tropez e esse for o ponto alto da Trip. Que foi o meu caso.
    Com relação aos beach clubs mais badalados, pra mim, é, sem sombra de dúvidas, o Nikki Beach e depois o Bagatelle. O Le Club 55 é muito família e só se almoça por lá e mais nada… Já os outrooooossss é fanfarronice modo on mega super ativado. Infelizmente, só passei na frente do Bagatelle pq me indicaram como sendo o Le Club 55 melhor, mas confesso q fiquei com água na boca e com pena de mim que a dica furou….
    Cannes, se não for na época do festival de cinema, pode pular… Não há nada q fazer por lá. Achei total desnecessária e não me acrescentou em absolutamente nada. Ah! Tem a Máscara de Ferro no caminho da Igreja de Notre-Dame de I’Espérance que se der mole passa total despercebida.
    Já com relação ao meio de transporte… Montei base em Nice e fui de trem saindo de nice para Mônaco e tb para Cannes. Super me arrependi. Ok! Ganha-se tempo, mas nada paga a beleza da paisagem indo de bus a um pequeno custo de 2,00 euros. Que tal ir de bus e voltar de trem?! Eu faria isso, mas…. Não rolou!
    Agora, para St. Tropez, não tem jeito! É necessário estar de carro. Até pq o “normal” é se hospedar próximo, já q os hotéis por lá são uma pequena fortuna. Eu fiquei em Cogolin e foi a escolha mais acertada. Anota aí! O hotel que fiquei foi o Coq Hotel. Super dica do “vai pra onde”. E, coladinho dele, tem o bliss que pareceu ser bem legal tb.
    É isso! Espero ter ajudado aos seguidores, como eu, do nosnatrip.

Deixe uma resposta