Dubrovnik : O que fazer na cidade ?

postado em: Croácia, Cultura, Praias, VERÃO EUROPEU | 13
COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja4

Dubrovnik é considerada a Pérola do Adriático, pois é impressionante como uma cidade que tanto sofreu com guerras e terremoto conseguiu renascer ainda mais linda, super bem conservada e manter dentro de suas muralhas o clima medieval, que realmente parece que você está sendo teletransportado para outro tempo, entre edifícios renascentistas, igrejas góticas e barrocas, fortalezas, palacetes e fontes ao longo de 2km de muros de até 25 metros de altura. A cidade foi considerada Patrimônio Mundial da Unesco em 1979 e, sem dúvida, é um dos lugares mais incríveis que já visitei na vida!!

Dubrovnik está localizada no extremo sul da região da Dalmácia e faz divisa com Montenegro e Bósnia e Herzegovina, aliás, dois outros países que você pode colocar em seu roteiro quando visitar o sul da Croácia pois também são riquíssimos de beleza e histórias.

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja

Dubrovnik : A Pérola do Adriático

A parte turística da cidade se limita dentro de suas muralhas e não é preciso mais que dois dias para conhecer tudo, porém, seu clima é tão fantástico que recomendo pelo menos uns 4 dias não apenas para conhecer mas também para curtir esse paraíso de mar verde esmeralda e um amontoado de telhados alaranjados.

Para conhecer a cidade por inteiro você deverá dividi-la em cidade baixa, muralhas, teleférico, praias e ilhas. Sim, a cidade é pequena mas é recheada de pontos turísticos imperdíveis, vistas deslumbrantes e lugares não tão conhecidos como a praia de Sveti Jakov, a ilha de Lokrum (que ficou famosa depois das gravações de Game of Thrones), o arquipélago de Elaphiti e o jardim Trsteno Arboretum (também conhecido por cenas de Game of Thrones).

PS. Para quem é fã da série, tem um post aqui no blog com 5 cenários de Game of Thrones em Dubrovnik.

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja12

O melhor lugar para se hospedar em Dubrovnik é dentro da old town ou seus arredores, simplesmente pela facilidade de locomoção, já que nenhum transporte pode circular dentro das muralhas e tudo é feito a pé! Se hospedando nessa região, a necessidade de carro ou transporte público é nenhuma!! A primeira vez que estive na cidade fiquei em um hostel no meio das vielas da old town e achei incrível, melhor localização impossível, dessa vez fiquei no Villa Ankora (faço post dele em breve), um apartamento sensacional com vista para o mar e para as fortalezas de Bokar e Lovrijenac (foto acima), fora das muralhas mas uns 10 minutos de caminhada até a Pile Gate (porta principal da old town) mas para esse post não ficar gigante falo melhor sobre hospedagens no próximo.

* O Nós na Trip é afiliado do Booking, se você está a procura de uma hospedagem na Croácia e fechar sua estadia por esse link ou pela caixinha amarela ali na barra lateral estará nos ajudando a manter o blog sempre com dicas e novidades, você não pagará nada a mais para isso mas nos deixará muito felizes! Obrigado. 

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja11

Independente de quantos dias ficará na cidade, comece seu roteiro pela cidade baixa, você poderá entrar na old town e suas enormes muralhas por dois portões, o Pile Gate ( foto) que é o portão ocidental e a entrada principal para o Stradun (principal rua da cidade antiga) ou pelo Portão Ploce que é a entrada oriental e fica atrás do Stradun.

Entrando pela Pile Gate, não deixe de apreciar as fortalezas de Bokar e Lovrijenac ainda do lado de fora e também a imagem de São Brás, padroeiro da cidade, que está bem em cima do portão.

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja8

O Stradun é a rua principal da old town e assim que você chega nela já é possível se deparar com diversas atrações como a Fonte Onofrio, a Igreja de São Sávio, o Mosteiro Franciscano, que abriga a farmácia mais antiga da Europa, aberta em 1317 ( não deixe de comprar os cremes e cosméticos super famosos dessa farmácia), o Palácio Sponza, Palácio dos Reitores, a Torre do Relógio, a coluna de Orlando, a Igreja de São Brás (principal igreja da cidade) e a Catedral.  Enquanto estiver caminhando repare no quanto a cidade é limpíssima e o chão brilha!!!! ( certeza que todos os dias alguém encera aquele chão hahahaha).

Continuando pela cidade baixa, não deixe de visitar a Igreja de Santo Inácio, o Porto antigo ( acho esse porto super charmoso e rende várias fotos lindas, vá até a Porporela que é a pontinha do cais, ali várias pessoas aproveitam para pegar sol e mergulhar no verão) e o Mosteiro Dominicano. Adiante estará o Plote Gate ( a saída das muralhas ) e o Forte Revelin ( no terraço desse forte rolam vários eventos e festas no verão).

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja6

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja7

slide-croacia

Já fora das muralhas você irá ver a Banje Beach, que é a principal praia de Dubrovnik, e tem um beach club super animado durante o verão ( que leva o mesmo nome da praia). Aqui a praia é de areia ( algo raro na Croácia, rs) e mesmo que você não tenha intenção de dar um mergulho não deixe de tirar fotos tanto do alto (antes de descer para praia) quanto da própria praia, são uns dos ângulos mais bonitos de Dubrovnik.

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja10

Falando em praia, anota aí uma super dica do #nosnatrip !!!! Essa é a Sveti Jakov, considerada a praia mais linda da cidade pelos croatas, ela tem poucos turistas, não vive lotada nem no verão e é simplesmente lindaaaaaa!!! Um paraíso escondido mas que fica bem pertinho da old town, uns 15 minutos de táxi ( pagamos 70 kunas de táxi, da saída do teleférico até Sveti Jakov).

Essa praia apesar de escondida tem uma ótima estrutura com sunbeds, guarda sol e restaurante ( pagamos 100 kunas em um conjunto com duas sunbeds e um guarda sol ) e para completar sua felicidade peça uma garrafa de vinho rosé da região !!

PS. Para chegar em Sveti Jakov a melhor maneira é de táxi ( o ônibus deixa longe e a caminhada a partir da old town é de uns 30 minutos) mas não esqueça de pegar o telefone do taxista que te levou para combinar a volta ou pedir no restaurante para ligar e pedir um táxi  ( fizemos isso e foi super de boa).

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja5

Outra super dica do #nosnatrip é o Buza Bar, um lugar incrível encrostado nas muralhas e com o melhor sunset da cidade!! O Buza merece um post só para ele, até porque são dois bares com esse visu incrível, ótimos drinks e simplesmente imperdível !! Prometo que em breve sai um post completinho sobre eles mas anota esse nome e não deixe de colocar no roteiro!

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja2

E sim, temos mais dicas, e essa é a melhor dica que o  #nosnatrip pode dar para você em Dubrovnik !! Essa é a Natasa, do site Dubrovnik em Português, considerada a melhor guia da cidade!!! A Natasa é croata mas fala português fluentemente, tanto que ela é especialista em atender brasileiros, seu instagram @dubrovnikemportugues é recheado de dicas legais sobre a cidade e elogios de quem contratou seus serviços de guia!!

Essa foi minha segunda vez na cidade e é impressionante a diferença que uma guia faz em cidades com tantas histórias e curiosidades como Dubrovnik. Além de otimizar muito nosso tempo, foi realmente um prazer saber tantos detalhes, muito mais sobre a história, cultura, todas as locações e curiosidades de Game of Thrones  e Star Wars e principalmente as dicas para aproveitar a cidade como um local.

Além da Natasa prestar um ótimo serviço como guia ela é uma pessoa incrível (aliás, os croatas em geral são pessoas incríveis) que agradecemos muito por ter conhecido e por ter feito eu me apaixonar ainda mais por essa cidade!!

PS. Só pra deixar claro isso não é jabá e nem um publipost, apenas indicamos porque realmente conhecemos e adoramos o trabalho que a Dubrovnik em Português faz na cidade!!!

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja3

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja14

Depois de conhecer a cidade baixa e as praias é a vez de subir as muralhas, a parte mais esperada de todos que visitam Dubrovnik!! Confesso que não sei muito como descrever o quão incrível  é percorrer os 2km de muros sobre o Mar Adriático, entre fortalezas, diversas moradias e alguns resquícios do terremoto e das guerras que ainda são visíveis lá de cima.

As muralhas foram construídas entre os séculos VIII e XVI e são consideradas as mais bem preservadas da Europa, elas dão a volta na cidade e apesar de seus apenas 2km de extensão é preciso pelo menos 1 hora para conhece-la por completo ( nós levamos umas 3 horas nas muralhas, rs).

La em cima é possível visitar a Fortaleza de Minceta, a mais alta e imponente da cidade e a Fortaleza de St. John que abriga o Museu Marítimo e o Aquário da cidade.

A entrada para as muralhas é paga ( 100 kunas por pessoa) e ela pode ser acessada por 3 entradas, logo atrás do Pile Gate ( que é a entrada principal das muralhas), pelo Forte de São Lucas e ainda pelo Forte de St. John. Durante o verão seu horário de funcionamento é de domingo a domingo das 8h às 18:30h.

Evite a parte da manhã, pois é sempre o horário de maior movimento em cima das muralhas, primeiro porque é a hora menos quente do dia ( faz muito calor lá em cima, capriche no protetor solar) e depois porque é a hora que os cruzeiros chegam e trazem os milhares de turistas para passar o dia na cidade.

Das duas vezes que estive nas muralhas, a primeira foi no meio da tarde ( em setembro fazia calor mas já era bem mais suportável) e achei a luz ótima para fotos nesse horário e a segunda foi no fim da tarde ( subi às 18h em pleno verão de julho), ainda fazia MUITO calor lá em cima e assistir ao pôr do sol foi realmente fantástico mas em diversos pontos as fotos não ficam tão legais porque estarão contra luz.

 

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja9

Torre Minceta

E aí você pensa que acabou o turismo por Dubrovnik ?? Ainda não!! Pegar o teleférico para conhecer a cidade do alto também é imprescindível para entender melhor como a cidade está posicionada, sem falar que o visual é demais!!!

O teleférico ( na verdade é um bondinho) liga a old town com o Monte Srd e voltou a funcionar há pouco tempo pois ele havia sido destruído durante a guerra da Iugoslávia em 1991. O trajeto é bem rapidinho, deve durar uns 5 minutos e no caminho já é possível ver a cidade murada, a ilha de Lokrum (que fica bem em frente), o arquipélago de Elaphiti e até as montanhas da Bósnia e Herzegovina que também estão bem próximas.

Além do visual, lá em cima também tem um ótimo restaurante, o Panorama, que tem vista panorâmica para toda cidade e é considerado um dos melhores restaurante de Dubrovnik!! Para conseguir uma mesa na beiradinha da montanha é preciso reservar pois o restaurante vive lotado.

O ingresso para o teleférico custa 70 kunas por pessoa só a ida ou 120 kunas ida e volta (nem imagino descer esse Monte caminhando mas ok, rs) e na alta temporada (junho a agosto) ele funciona todos os dias das 9h às 24 horas.

 

VIAGEM OE - ARQUIVO - 13/08/2012 - VIAGEM A CROÁCIA - BONDINHO DE DUBROVNIK - FOTOS MONICA MANIR/AE

 

dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja19

Se você ainda tiver um tempo a mais na cidade, não deixe de conhecer:

  • Ilha de Lokrum:  Fica a menos de 1km do porto e tem passeios todos os dias saindo do porto e leva meia hora até a ilha, lá você encontra praias lindas, um lago de água doce, cenários de Game of Thrones ( lá era a ilha de Quarth na série) e também um museu super completo de GOT.
  • Arquipélago Elaphiti :  São um conjunto de ilhas bem próximas a Dubrovnik conhecidas por suas belezas naturais, pelas mansões de verões, vilarejos pitorescos e pelas lindíssimas praias ( de areia!!!). A visita ao arquipélago dura um dia inteiro e os barcos também saem do porto na old town
  • Jardim Trsteno Arboretum : é um lindíssimo jardim a 15 km de Dubrovnik, sentindo Split, que merece ser visitado pela sua beleza e conservação e principalmente pelos fans de Game of Thrones ( ali foram gravadas todas as cenas dos jardins de Porto Real).

Perguntas Frequentes :

  • A cidade é cara ?

Considerando que Dubrovnik é a cidade mais turística da Croácia ela realmente não é barata. Pode facilmente ser comparada a Hvar, ilha mais cara do país em hospedagens, alimentação e passeios. Hoje, 1 euro vale 7,5 kunas e para você ter uma ideia básica, uma água na cidade custa em torno de 15 kunas, a cerveja, 40 kunas, um sanduíche na padaria 30 kunas e um prato principal em um bom restaurante 200 kunas.

  • Qual a melhor época para visitar ?

Apesar de eu amar a Croácia no verão, Dubrovnik é definitivamente uma cidade MUITO quente entre julho e agosto, além de muito cheia também!! Prefira a troca das estações em junho ou setembro que o clima estará ótimo e a multidão será menor.

  • Quantos dias ficar na cidade ? 

Apesar de não ter separado esse roteiro em dias é possível faze-lo em 2 dias e ainda curtir uma boa praia mas como falei lá no inicio do post, recomendo uns 4 dias na cidade para quem quiser fazer day trips para os países próximos e também para curtir mais os bares, restaurantes, festas e todo clima incrível que Dubrovnik proporciona.

 

 

 

 

 

 

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Seguir Erica Camargo:

Apaixonada por explorar novos lugares e compartilhar suas experiências... as boas e os perrengues também, rs!! Adora conhecer bons restaurantes, descobrir lojinhas locais, é super ligada em tendências e hotspots e não dispensa uma boa balada!!

13 Responses

    • Erica Camargo

      Olá, Adriana, fico feliz de ter ajudado!!! Ótima viagem para vc!! 🙂

  1. Luciana Patrocinio

    Oi Erica
    Vc tem dicas de balada em Dubrovnik?
    Estou montando meu roteiro e não estou achando mtas infos em relação a isto.
    Obrigada!
    Bjusss

    • Erica Camargo

      Olá Luciana!!! Tem sim, no Forte Revelin, tem uma ótima mas eu acho que só funciona no verão ( acho!!) e o Beach Club de Banje Beach também tem outra mas essa com certeza só funciona no verão!!! O Buza bar, apesar de não ser balada é ótimo para beber antes de ir pra balada, fica lotado!!

      Beijos e boa viagem!!!
      Erica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *