Como chegar em Dubrovnik saindo de Split

postado em: Croácia, VERÃO EUROPEU | 16
COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja5

Chegar em Dubrovnik não é uma tarefa difícil, no máximo demorada dependendo do transporte que você escolher, afinal é possível sair de Split para a cidade na pontinha do sul da Dalmácia de carro, ônibus, avião ou ferry boat.

Avião é a melhor maneira para você otimizar seu tempo, o voo direto é de 35 minutos, porém as passagens internas costumam ser caras, principalmente na alta temporada, mas não deixe de conferir os valores antes de ir porque se você der sorte em alguma promoção de low cost vale muito a pena. Eu usei a Croatia Airlines em outros voos e achei bem tranquila e com preços razoáveis.

Ferry boat é uma boa opção para quem quiser aproveitar o passeio pelo mar Adriático, leva em média umas 5 horas (mesmo tempo do ônibus) e não é tão mais caro que o ônibus, porém são  poucas as saídas durante o dia, inclusive na alta temporada. A Jadrolinija é a companhia de ferry mais conhecida da Croácia e a única que eu utilizei mas ela não faz mais essa rota desde o ano passado e assim, eu aconselho acessar o site Croatia Ferries para conferir as demais companhias que fazem o trajeto.

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja

Carro é uma excelente opção para quem gosta de dirigir em estradas e ter liberdade com horários, eu amo, sempre que posso escolho alugar um carro. São pouco mais de 3 horas dirigindo por estradas com muitas curvas mas pelo que percebi boas e bem sinalizadas, e só não optei pelo carro dessa vez por alguns motivos… A estrada entre Split e Dubrovnik, apesar de ótima e lindíssima passa pelo controle de passaporte na fronteira da Bósnia, antes de ir li em alguns blogs que era super tranquilo, ninguém nem te parava (igual todas as fronteiras do leste europeu) e em alguns outros li que eles eram bem chatos, paravam, revistavam carro e bagagem, faziam um monte de perguntas… enfim, com essa dúvida me senti insegura num país que não falo e nem entendo a língua deles, não sabia se eles se comunicavam ou ao menos se esforçavam para se comunicar em inglês e preferi não arriscar. Além disso, meu propósito era me hospedar dentro da old town, em Dubrovnik, onde não entram carros e com isso não não achei nenhuma informação de onde estacionar o carro próximo ou quanto iria pagar num estacionamento pelos dias que eu iria ficar e com isso, aboli a ideia de carro e fui de ônibus.

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja8

De todas, ônibus é a opção mais barata, a passagem custa algo em torno de 50 reais cada trecho e a viagem leva umas 5 horas, pois tem uma parada na cidade de Neum, logo após o controle de passaporte na Bósnia.

E oh, vou dizer que foi uma escolha super acertada!! A estrada vai quase todo tempo pelo litoral e foi uma das estradas mais lindas que já percorri (ainda bem que não fui de carro, senão ia querer parar em cada curva para tirar fotos, rs) . O litoral Adriático é fantástico e você nem sente as 5 horas de viagem.

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja3

Como chegar em Dubrovnik de ônibus :

Comprei a passagem de ônibus um dia antes na própria rodoviária em Split e só fui no dia anterior por precaução, pois queria pegar o ônibus das 6 da manhã e como era alta temporada fiquei com receio de esgotar, mas saem diversos ônibus por dia e de algumas viações, então é super tranquilo comprar na hora mesmo.

Peguei o ônibus da viação Autotrans às 6 da manhã, na rodoviária de Split, que é super bem localizada e muito próxima a old town (uns 5 minutos andando a partir da Riva), o ônibus é igual a qualquer outro ônibus de turismo e se você estiver com mala é pago um valor extra para colocar no bagageiro (não lembro o valor mas algo em torno de uns 10 reais no máximo). Com ou sem bagagem é interessante chegar uns 15 minutos antes da partida porque a rodoviária, apesar de pequena, é meio confusa então provavelmente você terá que confirmar com o motorista se aquele é realmente seu ônibus, e se não for nem adianta pedir explicação, passa para o próximo motorista até achar seu ônibus, rs. É confuso mas dá tudo certo!!

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja2

Assim que embarquei achei que fosse dormir lindamente até meu destino (além de eu dormir super fácil em ônibus ainda estava com uma baita febre nesse dia) mas o trajeto todo é tão lindo que entre uma cochilada e outra sempre acordava com uma paisagem incrível na minha frente. A maior parte é pelo litoral da Croácia e um pequeno trecho de uns 30km pelo litoral da Bósnia, em outros momentos passamos por cidadezinhas fofas e cenários de muita vegetação, montanha e lagos.

Chegando no controle de passaporte da Bósnia, eu não reparei a fila de carros se estava grande e nem se os carros realmente eram parados e revistados, só acordei com o fiscal me chamando para mostrar o passaporte e voltei a dormir. Não é necessário visto e o passaporte não é carimbado mas minhas amigas que estavam em outro banco pediram para o passaporte ser carimbado, educadamente o fiscal foi até a guarita, carimbou e devolveu os passaportes das meninas. Adoraria ter um carimbinho da Bósnia, provavelmente o único da vida mas nesse momento já tinha voltado a dormir e perdi a oportunidade.

Nas 5 horas de viagem, o ônibus só faz uma parada e foi na cidade de Neum, na fronteira da Bósnia, não cheguei a conhecer a cidade, somente o restaurante no meio da estrada que paramos para tomar café da manhã mas confesso que fiquei curiosa, o forte da região é o cultivo de azeitonas e o pequeno litoral do país, que foi o trecho que eu passei, é lindo.

Depois da parada de uns 30 ou 40 minutos, seguimos em direção e Dubrovnik e antes das 11h já estávamos na rodoviária da cidade.

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja7

( entrada da old town)

A rodoviária de Dubrovnik fica um pouco longe da old town (aquela parte das muralhas) e é necessário pegar um táxi ou ônibus. O porto, para quem chega de ferry boat, é bem ali do lado então a logística é a mesma.

PS. Lembra que fiz um post falando das hospedagens na Croácia, que para quem quer economizar é vantajoso alugar quartos em casa de famílias e negociar o valor na hora? Então, eu cheguei em Dubrovnik com essa intenção mas na rodoviária não havia nenhuma pessoa oferecendo quartos para alugar, não sei se no porto tinha alguém mas minha solução foi fechar um hostel pelo site do booking ali na rodoviária mesmo porque não tinha a menor intenção de chegar na cidade e ainda perder tempo com lugar para ficar. Num próximo post falo sobre minha hospedagem por lá mas já adianto que ficar dentro das muralhas é essencial.

Após fechar o hostel foi a vez de pegar um táxi e seguir em direção a old town. Como não sabia onde o ônibus deixaria, optei pelo taxi mas descobri que o ônibus deixa bem em frente a entrada das muralhas, assim como o táxi ou qualquer outro transporte porque não entra nenhum veículo pelas muralhas. Assim, se quiser economizar, vá de ônibus.

A volta para Split é exatamente igual, o ônibus para no mesmo restaurante de beira de estrada em Neum e a paisagem da volta também é linda.

como-chegar-em-dubrovnik-nos-na-trip-erica-camargo-viaja6

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Seguir Erica Camargo:

Apaixonada por explorar novos lugares e compartilhar suas experiências... as boas e os perrengues também, rs!! Adora conhecer bons restaurantes, descobrir lojinhas locais, é super ligada em tendências e hotspots e não dispensa uma boa balada!!

16 Responses

  1. Mariana

    Erica, bom dia
    irei em agosto para Croácia. Ainda estou na dúvida em relação ao carro… o país fica tão lotado em agosto ao ponto de ter muita fila nos ferry? minha dúvida é se vale a pena perder tanto tempo em fila e deslocamento, as vezes de catamarã e ônibus perderia menos tempo?
    roteiro: 31jul Chegada em Zadar / 02Aug ir para Hvar (apenas conhecer split, sem pernoitar, por isso não queria perder muito tempo em fila de ferry) ficar em Hvar até dia 08Aug. No dia 08 cedo ir para Dubrovnick (não queria perder o dia todo em fila de ferry para poder conhecer um pouco da Bósnia). 10aug retorno de Dub.

    • Erica Camargo

      Olá, Mariana!! Entãaaaaao, agosto o país fica lotado sim!!! Eu normalmente gosto de alugar carros na maioria desses lugares que precisam de deslocamento e/ou tem praias ou estradas incríveis para conhecer… não é o caso da Croácia! Das 4x q estive no país nunca senti necessidade de carro para conhecer nada e nem me deslocar, ônibus e ferry boat super resolvem e costumam ser mais práticos. Em Zadar, acredito que vc esteja pensando no carro para ir até Plitvice Lakes – tem ônibus e transfer de vários hotéis. Zadar X Split também tem ônibus o dia inteiro na alta temporada. Em Split vc não vai precisar do carro para nada, acredite.
      Já o deslocamento Split X Hvar e Hvar X Dubrovnik você perderá 1h a mais de viagem no ferry que leva carros e mais 20 min de carro até Hvar Town ( o ferry de carros só pode atracar em Stari Grad – só o speed boat que vai direto pra Hvar Town).
      Em Hvar Town vc faz tudo a pé e a maioria dos passeios são de barco, mas caso queira conhecer toda ilha vale mais alugar uma scooter por lá. Dubrovnik a mesma coisa, a cidade dá para conhecer toda a pé e as praias mais afastadas vale pegar um táxi ou alugar scooter.
      Talvez o único lugar que valeria você estar de carro é a Bósnia… Tem muitas excursões bate e volta de Dubrovnik para Bósnia massss são excursões né, vc perde a liberdade e ir e voltar a hora que quiser, rs.
      Ah, e as filas de carros costumam ser grandes sim mas como nunca me desloquei de carro por lá não sei dizer o quanto demoram …

      Beijos e boa viagem !! 🙂

  2. Marcelly

    olá!! Amei o seu post e as dicas. Queria sua opiniao, já que voce ja visitou essas cidades várias vezes. Vou para Europa no final de setembro, e pensei em descer até Split e ir até Dubrovnik, mas gostaria de aproveitar a praia (nessas cidades eu estaria de 2 a 5 de outubro). Voce acha que o tempo vai estar favoravel? Ou sao cidades chuvosas? Tentei achar informacoes nos sites de clima, mas só encontrei que as temperaturas variam de 23 a 18 graus. Muitooo obrigada 🙂

  3. Andrea

    Erica !!

    Adorei seu post tirou muitas duvidas! Nem cheguei la e já estou encantada com a Croácia.

    To montando um roteiro para 10 dias na Croácia e depois partir para Grécia acha valido…

    E outra coisa indo em Setembro vou pegar sol e conseguir aproveitar as praias…

    Obrigadaaaa

    • Erica Camargo

      Olá Andrea!! Simmmm, a primeira vez que estive na Croácia foi em setembro!!! O clima estava maravilhoso, quente mas super agradável e as cidades já não estão tão lotadas quanto na alta temporada!! É um excelente mês para conhecer o país!!

      Grécia eu conheci na altíssima temporada ( por coincidência logo depois da minha segunda vez na Croácia) e a dobradinha valeu muito a pena!! Acredito que a Grécia nesse período de setembro seja igual a Croácia, com ótimo clima e cidades mais tranquilas. Aliás, se eu voltar algum dia para Santorini certamente será fora de temporada pois a cidade fica absurdamente lotada e é muuuito quente!!

      Leve um casaquinho leve para noite que certamente estará bem fresco mas durante o dia você irá aproveitar muito as praias!!

      Boa viagem!!! 🙂

  4. angélica serafim

    quais os horários de ônibus saindo de split para dubrovini.qual é a melhor companhia de ônibus e se tem banheiro.

    • Erica Camargo

      OI Angelica, eu utilizei a viação Autotrans, tem link pro site no post. Os horários vão depender muito de qual mês você estará indo mas acredito que no site tenha os horários e quanto a banheiro eu não lembro mas acredito que tenha sim pois são ônibus executivos.

  5. Paulo Roberto

    Excelente relato Érica,

    Estou indo a Eslovenia e desço de carro até Split (Bled/Ljubljana/Opatija/Rijeka/Zadar. a Duvida: sigo de carro até Dubrovinik ou faço o restante do trajeto de barco. Estou tentando um barco que saia na parte da manhã para aproveitar mais 3 dias em Dubrovinik.

    Mais uma vez parabéns pelas informações

    • Erica Camargo

      Olá Paulo!! Desculpa a demora na resposta, estava viajando nesse período!! Então, eu já fiz esse seu percurso de carro mas, no caso, foi o contrário, eu fiz toda a Croácia sem carro e em Zagreb aluguei um para seguir para Eslovênia e alguns outros países do leste. Essa parte do norte da Croácia, até Zadar, acho interessante você manter o carro sim porque não são cidades tão turísticas e o transporte entre elas não é tão abundante mas existe ( No site Rome2Rio você consegue simular todos os transportes que fazem esses trajetos) De Zadar até Dubrovnik não tem opção de barco, no caso, você teria que descer até Split para pegar um barco ou seguir realmente de carro. No seu caso, acho que o mais prático é fazer esse trajeto de carro mesmo, não é uma viagem tão longa e a estrada é linda!!!

      Beijos e boa viagem
      Erica

  6. Tatiane

    Muito bom o seu relato Erica.
    Estou com viagem marcada para Junho.
    Estou em dúvida sobre alugar carro também, já que vou basicamente ficar em três cidades: Split, Zadar e Dubrovinik. Estou pensando em me locomover de ônibus e fazer passeios para outras cidades. Você foi para os Lagos Plivitce?
    Abs

    • Erica Camargo

      Olá Tatiane, você vai amar esse país!!! Eu acho bem tranquilo se locomover por lá de ônibus, até pq dentro das cidades você não irá usar o carro, e para Dubrovnik você pode ir de catamarã !! Sim, fui duas vezes para Plitvice a primeira fui de transfer saindo de Novajlia e a segunda foi de ônibus, saindo de Split, comprei as passagens no dia anterior porque era alta temporada mas foi ótima a viagem, só não esqueça de ver qual é o horário do último ônibus que volta para Split!!

      Beijos e boa viagem!!

  7. Mirella

    Estou com uma viagem marcada para meados de maio (Hvar, split, dubrovink). Sei que não é alta temporada ainda, mas você sabe dizer se ainda sim é uma boa época para viajar?

    abs.,

    • Erica Camargo

      Olá Mirella, então… eu já estive no país em julho, agosto e setembro e os três meses foram incríveis!! Setembro já não era mais alta temporada e ainda assim foi perfeito para aproveitar praias e as cidades menos cheias… maio, acredito que não seja tãaao diferente. Split e Dubrovnik você irá aproveitar muito, sem dúvida, acredito que até melhor que na alta temporada porque as cidades ficam extremamente cheias e faz muito calor e são duas cidades que não tem a praia como ponto turístico principal. Já Hvar, é uma ilha que realmente só funciona 100% no verão, e com isso é bem possível que alguns restaurantes e bares ainda não estejam funcionando e festas (caso se interesse) com certeza não terá! A cidade de Hvar é uma graça e vale muito a visita mesmo fora de temporada, talvez só não valha ficar muitos dias como eu sempre indico as pessoas ficarem na alta temporada. Os passeios de barco em Hvar também são incríveis mas confesso que não faço muita ideia de qual a frequência deles fora da temporada.

      Uma pessoa bem legal, que mora em Dubrovnik, fala português e pode tirar suas dúvidas quanto a ilha é a Natasa do @dubrovnik_em_portugues, ela é guia na cidade e acredito que saiba informar melhor como funciona Hvar fora de temporada.

      Beijoooos e boa viagem 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *